Comparoni: produção de sandálias com macramê

A Comparoni está prestando consultoria em desenvolvimento de produtos de algodão colorido para o grupo Natural Cotton Color.

A novidade é a nova coleção de calçados elaborada com macramê. A técnica artesanal é realizada com fios cujos nós são dados sem uso de máquinas, é uma técnica essencialmente manual. A proposta foi torcer o fio de algodão colorido. Só depois de superada esta etapa poderíamos prosseguir com o projeto.

REF: NCC517

REF: NCC517 – sandália em macramê ponto Festonê

O desafio foi realizado com maestria por Marcone Alves Pinheiro. Sua especialidade é a fabricação de redes no tear manual, cujo ateliê produz macramê em parceria com uma uma associação que reúne 35 artesãos, a maioria mulheres. A produção, usando ponto chato e festonê, está nas mãos destes artesãos de Gurinhém, no Agreste da Paraíba.

“Mais uma superação. Foi gratificante colocar a técnica do macramê em um produto 100% paraibano e participar da cadeia produtiva sustentável como a do algodão colorido orgânico do grupo Natural Cotton Color”, diz Rosangela Comparoni.
REF: NCC516

REF: NCC516 – Sandália em macramê ponto Chato

REF: NCC515

REF: NCC515 Sandália em macramê ponto Festonê

Anúncios

Natural Cotton Color lança nova coleção na Biofach Japão

Depois de produzir algodão orgânico colorido certificado pelo IBD, o grupo Natural Cotton Color apresentou suas novas coleções na Biofach do Japão em outubro de 2013.

A Biofach é a maior feira de orgânicos do mundo. Reúne produtos de vários setores, entre eles, moda, beleza, decoração e alimentos.

Entre as novidades do grupo Natural Cotton Color, a moda feminina de Francisca Viera com os vestidos, calças e blusas em algodão colorido nos tons clássicos bege e marrom e novas peças com algodão branco tingido com corantes naturais. A criação desta coleção teve como tema a renda filé, artesanato tradicional do Nordeste.

Francisca Vieira apresentou sua coleção de algodão orgânico na Biofach Japão.

Francisca Vieira do grupo Natural Cotton Color apresentou sua coleção de moda sustentável na Biofach Japão em novembro de 2013. A Biofach é a feira de produtos orgânicos mais importante do mundo.

A empresária Francisca Vieira, estilista e líder do grupo Natural Cotton Color no estande da Biofach Japão em 2013,

A empresária Francisca Vieira, estilista e líder do grupo Natural Cotton Color no estande da Biofach Japão em 2013,

Natural Cotton Color só garantiu espaço na Biofach comprovando  que os produtos são produzidos com algodão orgânico.

Natural Cotton Color só garantiu espaço na Biofach comprovando que os produtos são produzidos com algodão orgânico.

Quebra de safra de algodão colorido afeta moda sustentável da Paraíba

Desde 2003 as áreas destinadas ao cultivo de algodão colorido na Paraíba vem diminuindo. De dois mil hectares a produção caiu para 60 hectares plantados. De 75 toneladas na safra de 2011, foram apenas 30 toneladas colhidas na safra 2012. Além da seca que atinge o estado, o baixo preço gerou desinteresse dos agricultores pelo plantio.

“Por falta de algodão colorido, matéria-prima de nossos calçados e bolsas, a nossa produção caiu, inviabilizando atender a novos pedidos em 2013”, declarou Rosangela Comparoni.  

Em reportagem no portal Dinheiro Rural, Francisca Vieira — lider do grupo Natural Cotton Color da qual a Comparoni faz parte — explica ter realizado ação para recuperar a produção. A empresária foi a a campo garantir a sua matéria-prima para 2014 e firmou contrato com produtores em outras regiões, mais propensas às chuvas. Além disso, aumentou o preço de compra das sacas de R$ 1,60 para R$ 2,50.

Para organizar a cadeira produtiva foi criado um comitê gestor. O objetivo é a valorização e garantir que a certificação do produto pelo Embrapa tenha maior fiscalização — para inibir a falsificação do algodão colorido que inundou o mercado local.

O algodão colorido já nasce com cor, sem uso de corantes ou aditivos químicos.

O algodão colorido já nasce com cor, sem uso de corantes ou aditivos químicos.

Comparoni terceiriza a produção de acessórios

Adalberto-Barros-Industria-Pizzaro-Campina-Grande

Adalberto Raimundo Barros, da Pizarro, de Campina Grande-PB, produziu alguns lotes de calçados Comparoni.

Mudando a estratégia, o ateliê Comparoni investe em criação e desenvolvimento para outras marcas e terceiriza a produção de acessórios. Assim, todos os novos pedidos de calçados e bolsas, a partir de janeiro de 2013, foram realizada na Pizarro Indústria e Comércio de Calçados Ltda., em Campina Grande, um dos principais pólos calçadistas da Paraíba.

Por se tratarem de sapatos artesanais, a fábrica ajustou o método para atender a produção manual. E Rosangela Comparoni colaborou treinando a equipe na produção das peças. “Estamos acostumados a grandes tiragens, com produção mais automatizada, mas fizemos a produção manual para atender a Comparoni”, explica Adalberto Raimundo Barros, proprietário da fábrica.

A equipe foi receptiva ao treinamento e adaptou-se rapidamente. O mais interessante é como ficaram impressionados por usarmos a renda renascença nos calçados”, comentou Rosangela, proprietária da Comparoni.  Neste processo houve um intercâmbio de experiências muito positiva para os empresários que aprendem a se adaptar para cumprir seus objetivos.

COM 1328 - Sandália da Comparoni: algodão colorido, renda renascença e couro de peixe.

COM 1328 – Sandália da Comparoni: algodão colorido, renda renascença e couro de peixe tingido.

COM1323 - Sapato Comparoni.

COM1323 – Sapato Comparoni: algodão colorido, renda renascença e couro de peixe natural.

Próxima parada da Comparoni: Paris

De 30 de junho a 3 de julho a Comparoni vai apresentar a nova coleção de calçados e bolsas na feira Who´s Next Prêt à Porter Paris, na França.
A feira reúne 900 marcas de várias partes do mundo com lançamentos e tendências para o Verão 2013.

Estamos novamente no estande da Natural Cotton Color, um grupo que reúne empresas paraibanas que produzem moda com o algodão colorido (produto ecológico) cuja liderança é da estilista Francisca Vieira.

O estande deve se destacar em moda ética, já que toda a produção do grupo (roupas e acessórios) são de algodão colorido (certificado pela Embrapa) referência em produtos ecológicos e sustentáveis produzidos na Paraíba e  destaque na Rio+20).

Estamos animados em apresentar a nova coleção Verão 2013 desenhada por Pantera Costa para o mercado internacional. Da última vez que estivemos em Paris, a coleção de algodão colorido foi superelogiada pelo estilista Kenzo Takada (veja aqui). Tomara que ele venha novamente conferir as nossas novidades para o próximo Verão!

comparoni-natural-cotton-color

Sapatos e bolsa da Comparoni. Blusa e saia Francisca Vieira. Biojoia da Babel das Artes. Foto: Germano Felipe. Produção: Pantera Costa.

comparoni-natural-cotton-color

Sapatos e clutch da Comparoni. Vestido Francisca Vieira. Biojoia da Babel das Artes.  Foto: Germano Felipe. Produção: Pantera Costa.

Cartaz do evento WHO´S NEXT Prêt-a-Porter Paris – 30/6 a 3/7 em Paris.

ATUALIZAÇÃO: 2 de julho 2012

Veja o nosso estande em Paris.

Comitê em defesa do Algodão Colorido da Paraíba

Participamos da reunião do Comitê Gestor do Arranjo Produtivo Local (APL) em 25 de janeiro de 2012 no Sebrae, em João Pessoa-PB.

O grupo de empresários tem como objetivo assegurar a criação de normas, selos de certificação e de identificação geográfica para garantir a qualidade dos produtos feitos com o algodão da Paraíba — um produto considerado ecológico, que já nasce colorido, sem uso de aditivos ou corantes.

Embrapa Comite algodão colorido da Paraíba

A Comparoni está entre as empresas que têm selo Algodão Natural do Embrapa, que certifica os produtos feitos com o algodão colorido da Paraíba. No entanto, como o algodão colorido é um produto raro (plantado em pouco mais de 200 hectares) e a demanda cresce a cada dia, tem havido falsificações. Até mesmo o selo do Embrapa já está sendo falsificado.

O grupo tenta exigir que o Inmetro desenvolva um kit antipirataria com reagentes químicos capazes de identificar um produto colorido artificialmente. O objetivo é que os falsificadores sejam autuados pelo Inmetro em fiscalizações rotineiras dentro do Estado.

Entre as deliberações do Comitê, algumas ações já foram encaminhadas. Em relação a grande demanda e a pouca oferta do algodão, os empresários envolvidos no Comitê terão prioridade para a compra do algodão colorido. Além disso, com objetivo de melhorar a qualidade dos produtos (e a sua devida valorização no mercado), o Embrapa com o apoio do Sebrae firmou parceria com a Associação Brasileira da Indústria Têxtil e de Confecção – Abit para que consultores avaliem os produtos de algodão colorido do setor de moda e decoração.

Atualmente, as clínicas não são obrigatórias. No entanto, o objetivo é que se torne uma ação sistemática, para que haja mais profissionalização no setor.

Próxima reunião (data a definir)
O momento é de formação do Grupos de Trabalho – GT.
1) Grupo de Trabalho “Financiamento e Investimento”
2) Grupo de Trabalho “Acesso a Mercados”
3) Grupo de Trabalho “Capacidade Produtiva”
4) Grupo de Trabalho “Governança e Cooperação”
5) Grupo de Trabalho “Inovação e Tecnologia”
6) Grupo de Trabalho “Políticas Públicas”
7) Grupo de Trabalho “Formação, Capacitação e Qualidade”
8) Grupo de Trabalho “Organização da Base Produtiva Primária”
9) Grupo de Trabalho “Políticas de Incentivo a Empresas que Trabalham o Produto de Forma Sustentável”
10) Grupo de Trabalho “Comunicação e Marketing”

Para participar de algum grupo de trabalho entre em contato com acessorios.comparoni@gmail.com

Confira a coleção de calçados Comparoni Inverno 2012

A Comparoni, com sede em João Pessoa-PB, dá ênfase à moda handmade. Valorizando a produção artesanal, agrega design contemporâneo a elementos da cultura tradicional.

A coleção Inverno 2012 tem design inspirado em Mondrian. O artista holandês, só com linhas e cores, criou novas perspectivas para a arte — induzindo a percepção de profundidade na tela.

Na coleção da Comparoni, diferentes materiais naturais se relacionam para apresentar ao mercado uma nova perspectiva de produzir moda inspirando o consumo consciente.

Além do algodão ecológico tecido em tear, a coleção Inverno tem retalhos de couro de peixe e renda renascença. Uma seleção de matérias-primas naturais que colaboram com a manutenção da cadeia produtiva do artesanato local.

Os novos acessórios foram lançados na Rio-à-Porter, evento do Fashion Rio, e também em São Paulo, na Couromoda.

Confira alguns modelos abaixo.
Para ver a coleção completa clique aqui.

Este slideshow necessita de JavaScript.